segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Minha sertaneja

Gosto de música sertaneja antigona, Menino da Porteira, Fio de Cabelo, Panela Velha e todas do Almir Sater.

Mas estas duplas sertaneja novas, não sei as músicas. Na realidade, não sou apreciadora. Não conheço muito bem.

Vejo as pessoas cantando com os pulmões, soltando a voz com sentimento e emoção.

Não é como um sambinha que fico cantarolando, ou como o rock que às vezes dá vontade de mexer o corpo.

Não, a música sertaneja normalmente é alta, as pessoas chegam a gritar de entusiasmo.

Não consigo.

A minha música catarse é a música italiana. Assim como os cantores de música sertaneja, canto alto, com paixão e sem nenhuma vergonha.

Descobri que tenho uma amiga que também adora soltar a voz cantando uma romântica italiana. É a Claudinha da Fufuquices, é aquela que organiza os Encontros. Ela me presenteou com esta música no blog dela.

Fiquei lisonjeada e coloquei uma outra versão, a versão que eu grito mesmo...






E a tradução, né?

Vivo per lei

Vivo por ela desde quando sabe
A primeira vez eu a encontrei
Não me lembro como mais
Ela entrou dentro e ficou lá

Vivo por ela porque ela me faz
Vibrar forte a minha alma
Vivo por ela e não é um peso

Vivo por ela eu também sei
E não tenha ciúmes
Ela e de todos aqueles que
Precisam sempre de um apoio
Como um som no quarto
De quem é sozinho e agora sabe
Que é também pra ele, por isso
Eu vivo por ela

É uma musa que nos chama
Pra tocá-la com os dedos
Atravesso um piano
A morte esta longe
Eu vivo por ela

Vivo por ela que muitas vezes sabe
Ser doce e sensual
Algumas vezes bate na cabeça mais
É um soco que nunca faz mal

Vivo por ela eu sei que me faz
Girar de cidade em cidade
Sofri um pouco mais pelo menos eu vivo
É uma dor quando parte

Vivo por ela dentro dos Hotéis
Com prazer extremo cresce

Vivo por ela em um abismo
Através a minha voz
O amor se espande e produz

Vivo por ela e nada mais eu tenho
E quantos outros encontrarei
Que como eu tenho escrito na testa

Eu vivo por ela
Eu vivo por ela
Em cima de um palco ou contra um muro

Vivo por ela até o limite
Até em um amanha duro

Vivo por ela na beira
Em cada dia uma conquista
A protagonista será sempre ela

Vivo por ela porque tanto
Eu não tenho outra saída
Porque a musica sabe
Sinceramente nunca à trai

Vivo por ela porque me da
Pausas e notas em liberdade
Se tivesse outra vida eu a vivo
Eu vivo por ela

Vivo por ela a musica
Eu vivo por ela
Vivo por ela que é única
Eu vivo por ela

4 comentários:

Cláudia Paulino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia Paulino disse...

Aninha, quando vi esse vídeo no YOU TUBE não tive dúvidas, é pra Aninha !!!!
Cantei bastante... soltei o gogó !!!
Delícia, né ???
Um dia ainda cantamos juntas !!!
Beijocas

Miss Lexotan 6mg (Lulu) disse...

Também gosto de música italiana... pena que sou desafinadésima, só canto sozinha mesmo, rsrsrs.
Legal que vc tb é de BH :))))
Bjs!

Nanda Albuquerque disse...

Ei Aninha,
também gosto muito do Eros Ramazzotti, especialmente de Cose Della Vita, na versão com a Tina Turner: muito legal e dá pra perder a voz de cantar.
bêê tóó